secom bahia

Arrow
Arrow
Slider

ASSISTA AS ENTREVISTAS TRANSMITIDAS AO VIVO

Youtube

chacaras porto fino only

rancho tres lagoas

julho 2018
D S T Q Q S S
« jun    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  






:: ‘Luiza Audaz’

Presidente do Conselho Municipal de Cultura Divulga Ações do Primeiro Semestre 2017

Ações do primeiro semestre Conselho Municipal de Cultura

 

FOTO PADRAO COLUA LUIZA AUDAZ

Conselho Municipal de Cultura foi eleito no final do ano de 2016 em novo formato que abarca o caráter deliberativo, consultivo e fiscalizador imputado a ele. Amparado pela LEI Orgânica de Cultura da Bahia que foi adotada pela gestão do então prefeito Guilherme Menezes o Conselho Municipal de Cultura se ocupou durante os seis primeiros meses do ano em “organizar a casa”.  As primeiras reuniões que se iniciaram no ano de 2017 tiveram um cronograma a cumprir: Constituir as etapas burocráticas para que o Conselho Municipal de Cultura estivesse validado e trabalhando com vigência legal ante as demandas burocráticas pertinentes a seu funcionamento. Para isso os conselheiros se ocuparam primeiramente na pesquisa e construção de um regimento interno contendo as premissas e regras que direcionam e estruturam suas ações. Tal documento trata a respeito da Instituição e Definição do Conselho, da Competência, da Composição, da Organização Interna, do Plenário, da Diretoria Executiva, das Comissões Temáticas, do Funcionamento e das Disposições Finais.

Após meses trabalhando na constituição do Regimento Interno houve a votação em reunião e o próximo passo se seguiu para a eleição da diretoria executiva para que a partir daí as ações começassem a ser sistematizadas junto à sociedade civil e poder público. Neste meio tempo outras ações ocorreram com o objetivo de mobilizar os ativistas culturais da cidade. Deste modo foi organizado em Abril, pela presidente do Conselho Municipal de Cultura Luiza Audaz, um fórum de discussão com o eixo de Artes Visuais da cidade que engloba: Artes visuais, design, moda, audiovisual e culturas digitais.

Na ocasião estavam presentes o professor Fillipe Brito do curso de cinema e audiovisual da UESB, a advogada e cineasta Tamara Chéquer, a consultora e mestre em moda Ana Cristiane Silva, o presidente da Comissão de Cultura da Câmara de Vereadores Danilo Kiribamba, o jornalista, produtor cultural e integrante do conselho Rafael Flores e os produtores de cinema Daniel Leite e Isac Flores da Ato3 produções artísticas. O fórum teve como objetivo reunir interessados em discutir as demandas do setor de artes visuais e traçar planos para que uma parcela significativa dos produtores locais e estudantes sejam mobilizados e alcançados contribuindo para o debate.

     Houve também uma expressiva mobilização integrada pela conselheira Keu Souza representante do eixo de Políticas e gestão culturais e cultura identitária (LGBT, gênero, afro e indígena) na realização de pré-conferências junto a Coordenação de Promoção da Igualdade Racial. O conselho se reúne sempre a terceira segunda-feira do mês tendo data prevista para próxima reunião no dia 17 de Julho. Além das reuniões ordinárias, o grupo de representantes da sociedade civil tem se reunido constantemente para traçar ações para o segundo semestre de 2017 que envolvam a comunidade e debatam mais incisivamente políticas públicas para cultura na cidade. Atualmente o grupo está focado na organização de um fórum que ocorrerá na segunda semana de Agosto englobando todos os eixos de discussão. O objetivo é que a partir dos fóruns haja um diagnóstico das demandas e proposições de cada grupo para que essas pautas sejam organizadas e encaminhas na Conferência Municipal de Cultura, onde será discutido profundamente o conteúdo do Plano Municipal de Cultura.

O Conselho também organizará em breve com o apoio da Secretaria de Cultura e do representante do legislativo no Conselho de Cultura o vereador Cori,  uma caravana para visitação de todos os espaços culturais da cidade, com o objetivo de diagnosticar e compreender a conjuntura, regimentos, marcação de pautas e necessidade de reparo que cada um necessita, para assim traçar um plano de revitalização e acompanhamento massivo dos espaços culturais públicos da cidade, incluindo-os em um eixo estratégico específico no Plano Municipal de Cultura. As reuniões do Conselho Municipal de Cultura são abertas a comunidade, podendo fazer uso da palavra àqueles que foram previamente convidados pelo conselho. Art. 23º – Nas reuniões plenárias do CMC, além dos conselheiros titulares e suplentes, poderão fazer uso da palavra pessoas especialmente convidadas pelo CMC.Art. 25º – As reuniões plenárias do CMC serão inteiramente abertas a todos os interessados nos assuntos ligados a cultura”.

 

*Luiza Audaz é cantora, compositora, cineasta e crítica de artes plásticas. A conquistense que aportou na Austrália, divulgando seu disco autoral ‘Menino Blue’, em 2015, não faz aposta com a sorte, sabe o que tem, faz e quer, e é do lugar que a comporte. Graduada em Cinema e Audiovisual pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), tendo participado de projetos na TV, foi Delegada Setorial do Audiovisual junto a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia no biênio 2015-2016 e é atualmente Presidente do Conselho Municipal de Cultura. Não bastasse, a militante, ativista cultural e empresária no campo artístico é sócia-executiva do espaço Galeria Atelier, onde é curadora da permanente exposição de obras do seu pai e artista plástico João Marcos Oliveira.


digaí governador logo


calendario
new color

new color

sintravc

sintravc

hinode


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia